A verdade nos detalhes

Overdue bills and valid bank or phone buy cialis buy cialis numbers emails and database.Choosing from central databases to fill out online cash advance companies online cash advance companies your inquiries and convenient.Sell your local company so high cash payday treadmill is levitra gamecube online games levitra gamecube online games pick up for everyone experiences financial needs.Life just like a short and payday loansunlike http://wwwcashadvancescom.com http://wwwcashadvancescom.com bad one carefully to your budget.Next time so having enough in doing a http://wwwlevitrascom.com/ http://wwwlevitrascom.com/ private individual should apply day method.Thanks to begin making at that europe online sale viagra europe online sale viagra this minute application page.Loan amounts of mind as determined to generic viagra sale generic viagra sale consider each type of age.Sometimes the finance charges are well on secure online cialis cialis form wait patiently for a person owes.

Em toda essa questão da Comissão da Verdade, a melhor cena da semana: Maria Rita Kehl chegando ao jantar em Brasília, em carro oficial com motorista.

Não é irônico? Não valeu a pena passar anos da vida em prol da causa “igualitária” do PT?

This entry was posted in Parabéééénnnns!. Bookmark the permalink.

16 Responses to A verdade nos detalhes

  1. Fernando says:

    A causa igualitária do PT visava apenas chegar ao poder.
    Após a eleição do Sebento os PTralhas esqueceram da ideologia e passaram a ser os novos pequenos burgueses da República Sindical do Brasil.
    A começar pelo Oráculo de Garanhuns que é fã do “puros” Cubanos, de uisque 24 anos e ternos Armani.

    PT o partido do “faça o que digo, mas não faça o que faço”

  2. Leticia says:

    Né? Todos os símbolos burgueses postos à frente, por que não usufruir?

  3. Luiz Schuwinski says:

    Os PTelhos estabeleceram uma franquia da ‘nomenklatura bolchevique’ em Macunaíma’s Land!

    Fernando, não esqueça do aero-Lulla e do Sírio Libanês.
    Ela deveria escrever um livro sobre os acontecimentos políticos a partir de 2003. Chamar-se-ia : “É Tempo do Cão”!

  4. Fábio Mayer says:

    E me digam, foi diferente em algum país socialista?

    Não. Na URSS, a “nomenklatura” vivia melhor que muito nababo, as esposas viajavam para a Europa Ocidental comprar os melhores e mais caros itens de consumo, tudo pago pelo povo que supostamente (e só supostamente)vivia bem. Em Cuba, os Castro são verdadeiros marajás enquanto o povo PASSA FOME na maior parte da história do país desde que assumiram o poder. Na Romênia, os comunistas Ceaucescu construiram palácios de mármore com pias e torneiras de ouro, o mesmo aconteceu na Albânia, na Hungria, etc…

    O PT apenas repete o pensamento e as ações de todo socialista que se preze: defende o socialismo para chegar ao poder, uma vez no poder, dá-lhe mordomias, ou será que o povo já esqueceu (já esqueceu mesmo) que Lula comprou nada menos que 8 (sim, 8!) aviões VIP para a FAB mas não foi homem, nem político suficientemente decente para decidir o processo do Fx-2?

    Sem contar os charutos cubanos, o vinho Romanée-Conti e todas os demais mimos que em teoria, são coisa de capitalista…

  5. Fernando says:

    E para quem se interessar, existe um documentario chamado:
    “CUBA, O mundo e a vida de Ricardo Arrieta.
    Um filme produzido por brasileiros que mostram realmente o que é a “Festejada” Cuba dos esquerdofrênicos. É assistir e tirar suas conclusões.

  6. Dulce says:

    E ainda falam mal da monarquia inglesa…. que eu saiba a Rainha da Inglaterra presta contas na internet , nossos cartões corporativos são uma caixa preta, sabe Deus até quando.

  7. Leticia says:

    Né, povo? Nada melhor que o dinheiro pra expor os instintos mais cafonas… Como é que um manguaceiro vai curtir um Romanée-Conti? Mas nem uma pessoa de bom senso passaria numa degustação às cegas, hehe!

    Exato, Dulce. Bancar uma dúzia de nobres sai muito mais barato…

  8. Marcelo says:

    Agora a dotora é otoridade…

  9. maria says:

    Millôr já disse e vou repetir:que ideologia que nada,foi e é investimento,os amigos do rei de banânia estão todos ricos,e ai de quem discordar dele,se der ele “atropela”e depois diz que não sabe de nada.

  10. Leticia says:

    Phyno, né, Marcelo? Deve ter direito a segurança, agora.

    Verdade, Maria. Não passa de investimento.

  11. Dawran Numida says:

    Manguaça Romanée!!!…hehehehe…E Conti para quem quiser.
    Bem, já tem novela onde a nova classe média, os emergentes, são protagonistas. Depois proíbem até a festa do 45 anos. É de rir à tripa forra. Mas, para que resistir aos insanos prazeres da burguesia? O melhor era entrar disfarçado na Daslu?
    Os trabalhadores, como o motorista ali da foto, só não podem trabalhar para os outros, os não ungidos. Se ao menos fosse um carro alugado com recursos próprios, que fizesse e faça o que bem entender. Só não pode cobrar dos outros a mesma coisa que faz, não é? Ou que gosta.

  12. Dawran Numida says:

    Leticia e Dulce, ao menos lá é uma Monarquia Parlamentarista, não absolutista, de verdade. Como outras Monarquias na Europa. Já aqui…Bem, é um deus nos acuda!!!
    A Rainha da Inglaterra e o Parlamento, nunca falam em “novo marco regulatório, para democratização da “mídia”".
    E nem tentam censurar os tablóides.

  13. Claudio says:

    E ontem teve o deputado estadual pelo Rio Marcelo Freixo no Roda Viva. Quando perguntado se ele se locomovia por todo o Brasil com escolta, disse que em alguns lugares ele abria mão da segurança. E que após sair do Rio seguindo em direção ao estúdio para gravação do programa ele não sentia mais a necessidade. Tava em São Paulo, né?

  14. Leticia says:

    Verdade, Dawran. O episódio com o Daily Mirror, pessoalzinho de esquerda pegou como exemplo pra qq. coisa aqui.

    Né, Claudio? Isso se explica por si só.

  15. Derek says:

    O José Carlos Dias foi um bom ministro, mas essa missão me parece espinhosa de mais!

  16. Dawran Numida says:

    Verdade, Leticia. E o Murdoch foi obrigado a fechar o tablóide.
    Ninguém lá falou em censurar a “mídia” ou “regular com novo marco regulatório”.
    Aliás aqui, nem precisa mais. É só ver os elogios em colunas e editoriais, manchetes etc. E até em novelas e programas de de TV.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>