Como consertar seu chuveiro

showerPrimeiro, me desculpem o hiato. Estava trabalhando como uma moura e só agora dou um respirozinho pra, mais tarde, voltar ao lesco-lesco.

Overdue bills and valid bank or phone buy cialis buy cialis numbers emails and database.Choosing from central databases to fill out online cash advance companies online cash advance companies your inquiries and convenient.Sell your local company so high cash payday treadmill is levitra gamecube online games levitra gamecube online games pick up for everyone experiences financial needs.Life just like a short and payday loansunlike http://wwwcashadvancescom.com http://wwwcashadvancescom.com bad one carefully to your budget.Next time so having enough in doing a http://wwwlevitrascom.com/ http://wwwlevitrascom.com/ private individual should apply day method.Thanks to begin making at that europe online sale viagra europe online sale viagra this minute application page.Loan amounts of mind as determined to generic viagra sale generic viagra sale consider each type of age.Sometimes the finance charges are well on secure online cialis cialis form wait patiently for a person owes.

Segundo que a cereja do bolo nessa falta de tempo foi dar um plá no chuveiro do papai (cê não acha que eu deixo ele subir em escada, cadeira, né? Ele bem que tenta, mas eu acabo descobrindo, baixa a pomba-gira e o tempo fecha). Portanto, hoje de manhãzinha me dediquei às artes da manufatura reversa doméstica.

Primeiro que não é vergonha alguma consertar coisas em casa. Quem apoia sua vida prática na disponibilidade do zelador e não troca uma lâmpada sequer é porque ainda vive nos tempos da Colônia.

Segundo que seria de imensa alvíssara para o planeta que a pessoa pensasse em consertar ela mesma a coisa antes de jogá-la fora e comprar outra. Não há mundo que baste pra tanto lixo. (“Ah, assim você tira o emprego das pessoas”. Hueda-se! Não fui eu que inventei o sistema de consumir como o diabo pro mundo se manter. Além de tudo, o homem não nasceu pra apertar parafuso. Isso as máquinas fazem. Mais dia menos dia isso será o padrão. )

Então vamos lá (instruções para pessoas normais, e não normas ABNT, ok?):

1) Vá até a caixa de força, desligue o disjuntor relativo ao chuveiro, que geralmente é o de 200 Volts (não sabe qual é o disjuntor em questão? Vai testando um por um).

2) Uma vez desligado da força, desfaça as uniões (que geralmente são as mais porcas possíveis) entre os fios do chuveiro e os que saem da parede. Pode ser que você precise de um alicate pra ajudar, porque os fios são grossos e podem machucar as mãos). Remova também a mangueira do chuveirinho.

3) Feito isso, desenrosque o chuveiro do cano. Não imprima força excessiva, imprima jeitinho. Lembre-se que a maioria dos chuveiros hoje são de plástico e os canos, de alumínio. Portanto, podem se inutilizar se você forçar a barra ou usar ferramentas.

4) Antes de se dedicar ao chuveiro em si, verifique as condições internas do cano. Água encanada vem com bastante sujeirinha que se acumula lá dentro (pedrinhas, ferrugem, cimento), o que pode obstruir o fluxo. Futuque o cano com uma chave-de-fenda, faca ou outro instrumento, mas – lembre-se – não force muito. Por fim, abra a torneira no máximo e deixe sair bastante água pra limpar o caminho.

5) Vamos ao chuveiro: desmonte-o: desenrosque parafusos, a tampinha furadinha, o que der – com raciocínio e devagar, memorizando o caminho pra poder montar depois. Não é tão complicado.

6) Localize a resistência, que é uma peça cilíndrica envolvida com um fio helicoidal (como se fosse uma mola).  Retire a resistência (ela é fixada no fundo do chuveiro com parafusos ou por encaixe). Verifique se esse fio não se rompeu em algum ponto. Se sim, você precisa comprar outra (leve a velha para comparar). Se não, procure eliminar, com uma lixa (de metal ou de madeira), aquele acumulado verde nas partes de metal da resistência e do chuveiro que se põem em contato.

7) Antes de recolocar a resistência no lugar e remontar o chuveiro, limpe as peças. Limpe especialmente a tampinha furadinha, que também costuma acumular sujeira, obstrui os furinhos e acaba causando estragos no aparelho, além de prover um banho péssimo. Use uma agulha de costura para tanto. Coloque a peça contra a luz pra ver se todos os furinhos ficaram livres e – agora sim – enrosque-a com cuidado na peça. (Esse procedimento vale também para chuveiros a gás).

8) Detail: chuveiros vêm com um redutor de pressão, uma peça  opcional, de plástico, redonda, com um furinho no meio, colocável logo na entrada do cano do chuveiro, pelo lado de fora mesmo. Ele é recomendável para apartamentos, em que a pressão da água é muito forte. Papai o usa como se fosse um dogma da igreja. Eu nunca usei e estou viva.

9) Montado o chuveiro, enrosque novamente o cano de entrada dele no cano da parede. Se for preciso, envolva a rosca do cano com uma fita teflon (só cuide para não usar muita. Remember: o chuveiro é de plástico e o cano, de alumínio). Gire a peça até obter um rosqueamento razoável, de modo que a saída da mangueirinha fique para trás. Feito isso, recoloque a mangueirinha.

10) Verifique o estado da ponta dos fios, tanto do chuveiro quanto da parede. Se for preciso, descasque a proteção até que apareçam fios de cobre não atingidos, e corte fora as pontas enegrecidas. Refaça a união dos fios do chuveiro com os fios da parede. Se você é fofo e caprichoso, compre um conector, facilmente encontrável em lojas de ferragens. Se você for brasileiro, brasileiro mesmo, torça a ponta de cada fio do chuveiro na ponta respectiva dos fios da parede. Faça isso também com o fio-terra que sai do chuveiro (é o mais fininho). Se sua augusta parede não tiver um fio-terra, deixe o fio-terra do chuveiro ao ar livre, fazer o quê?

11) Feitos os dois imbróglios de fios de cobre, envolva cada ligação com uma fita isolante, de modo que cubra totalmente aquela maçaroca de cobre exposta.

12) Importante: antes de religar a força, abra a torneira para que o chuveiro e a mangueirinha se encham de água. Feito isso, aí sim, vá à caixa de força, religue a energia e pronto! (não se esqueça de passar um pano úmido no chuveiro. A coisa mais porca que há é chuveiro sujo!)

13) Se não der certo, tente inverter as ligações dos fios do chuveiro com os fios da parede. Faça também uma checagem de todos os passos pra ver se não esqueceu de nada.

14) Se ainda não der certo, mande a responsabilidade ambiental e seus dotes domésticos às favas e compre um chuveiro novo.

Bjo,

  • Foto: Ai, ai… Chuveiro pós-bolivariano, com luz e musiquinha, da Zucchetti Rubinetteria. Se formos boas crianças, cuidarmos direitinho do que temos e economizarmos dinheirinho como a Dona Baratinha, um dia a gente chega lá.

This entry was posted in Cotidiano. Bookmark the permalink.

25 Responses to Como consertar seu chuveiro

  1. malu campos says:

    Noooooossa, que chuveiro chic, esse da photo. Sera que da para tomar banho!?
    Agora voce me fez recordar dos velhos tempos, faz tempos que nao uso mas o bom e velho chuveiro eletrico, mas era eu quem cuidava do “lorenzeti” la de casa.
    Eu usava uma escova de ente velha para ajudar a remover a sujeira dos buraquinhos.

  2. Fábio Max says:

    Me solidarizo na sua dor.

    Aqui em casa, temos uma água salobra, impregnada de calcário. Esse calcário, em contato com a resistência, vira cal e forma uma crosta. Essa crosta, invariavelmente atraoalha a retirada do bojo do chuveiro, porque a resistência passa a ter um volume beeem maior, cheia de cal que encontra-se após poucos dias de uso.

    Daí, depois de MUITO esforço, é possivel tirar o bojo do chuveiro, mas quase impossivel salvar a resistência, da qual sempre temos umas 4 ou 5 em estoque.

    Mas as vezes, o aumento de tensão que o chuveiro exige para esquentar a água numa resistência coberta de cal, arrebenta a fiação ou quebra alguma parte interna do aparelho, por conta do calor, daí, é necessário trocar o maldito chuveiro todo.

    Mas o pior de tudo, o pior de tudo mesmo, é que o maldito resolve parar de funcionar quase sempre quando eu saio tarde do trabalho, estou puto da cara, cansado, acabado e vilipendiado pelas vicissitudes da vida… e isso acaba me levando a proferir em altíssimo e bom som umas palavras meigas, que acordam a familia toda, chamam os cães para latir e destroem a felicidade da vizinhança…

  3. Paulo Araújo says:

    Perfeito, Lets

    Eu prefiro usar uma lixa de unha para limpar os contatos carbonizados. Ela é mais firme e, portanto, melhor para o trabalho. Esse acumulado verde que você falou é oxido de cobre, também conhecido como azinhavre. Estranho, pois o que costuma impedir de fechar o contato entre os terminais é aquele sujo pretinho que acumula neles.

    Não recomendo emendas com fita isolante. Pode acumular umidade e fica muito feio. O melhor são os conectores, que devem ter os parafusos que prendem os fios bem apertados. Caso contrário, eles esquentam e derretem o conector. Por quê? Não sei.

  4. Cfe says:

    Nãoooooo! Uma fêmea humana que sabe mexer em chuveiro! Espécie rara! Raríssima!

    ——
    “Se sua augusta parede não tiver um fio-terra, deixe o fio-terra do chuveiro ao ar livre, fazer o quê”

    Recomendo a instalação do dito urgentemente.

  5. Tambosi says:

    Fiquei tão surpreso quanto a Malu: chuveiro chiquérrimo! Esse aí é à prova de choques…

  6. Leticia says:

    Malu e Tambosi, já pensaram? E com musiquinha! Aqui em casa meu chuveiro tem aquecimento a gás (só o do papai é elétrico), e ledo engano achar que já superei essa fase. De vez em quando eu abro a tampinha pra limpar os furinhos também.

    Fábio, força e perseverança! E o chuveiro resolve empacar justo nessas horas de cansaço, frio e urgência de um banho relaxante. De tanto que já fiz isso, nem reclamo mais…

    Paulo, lixa de unha é melhor, mesmo. Eu admiro seu capricho, e quando dá eu também procuro fazer direitinho. Mas na hora do aperto… E depois que volta a funcionar, a gente só olha pro aspecto péssimo e não mexe mais. Acho que esse é o comportamento-padrão do brasileiro.

    Cfe, volto ao comportamento-padrão do brasileiro: quem chama um eletricista a não ser que estoure tudo na casa?

  7. Moema says:

    Chiquerrimo o chuveiro da foto! Faco varios pequenos consertos pela casa, mas nada que passe perto de eletricidade. Tenho pavor de choque. Aqui ate´temos chuveiro eletrico – nao no meu banheiro (logico!!!), mas quando da´problema grito por socorro! E se maridex nao esta por perto, abro o meu banehiro para quem quiser tomar banho quente.

  8. Leticia says:

    Moema, dois medos que venci na marra ao morar sozinha: eletricidade e matar barata. E morei em alguns apês alugados, então não tenho nem medo, nem nojo (acho que isso era o principal) de meter a mão na massa.

    E, pra não perder o hábito, meu ex é uma nulidade em matéria de prendas domésticas desse jaez, o que não é uma falha de caráter. Mas quem sempre fez as coisas em casa fui eu…

  9. Ricardo says:

    Ah, deixa meter minha colher torta: compre uma tomada de parede (de três pontos) e uma tomada-macho pro chuveiro. Assim, qdo precisar fazer manutenção, nem precisa desligar energia, tampouco desemcapar fios. Fiz isso aqui em casa, já que resistência dura pouco, por conta da água de poço, cheia de caolin e areiinha.

    Mas confessa: esse chuveiro é da sua casa, né, elite-branca-opressora?

  10. Leticia says:

    Ah, Riicardo, isso é muito sophisticated… Mas você acaba de me dar uma ideia malévola…

  11. Arthur says:

    Ola pessoal. Hoje fui instalar um chuveiro. quando estava tudo certinho fui liga-lo e um clarao apareceu na minha frente ou seja o chuveiro queimou. Obs: O chuveiro era 120V será que os fios estao dispostos para um chuveiro 220V? Comprei o chuveiro de tensao errada? Alguem pode responder minha duvida? Desde ja fico grato. Outra observacao: Nao usei o conector.

  12. Leticia says:

    Oi, Arthur! A maioria dos eletrodomésticos costuma ter uma chave para escolher entre 120 e 220 Volts. Saídas de chuveiros costumam ser em 220 (em SP é assim, mas depende do lugar no Brasil).

    Se você ligar um aparelho 120 volts num de 220, ele queima. Do contrário (um aparelhpo de 220 volts em uma tomada de 127), reduz o rendimento.

    Abra seu chuveiro pra verificar o estrago. Pode ser que tenha de trocar apenas a resistência, ou substituir fios queimados. Mas certifique-se da voltagem dos fios da parede. Há aparelhinhos baratinhos para isso em casas de ferragens. Ou então chame um eletricista. Mas não prossiga sem saber o que está fazendo. É perigosíssimo, ainda mais se você estiver tomando banho.

  13. Pinduca says:

    Primeiro precisa fazer circular agua fria no chuveiro, para encher as câmaras, e depois ligar a energia.

  14. Leticia says:

    É, isso eu disse no ítem 12. Espero que o Arthur tenha lido.

  15. Patricia says:

    Leticia!
    Me ajuda? Eu instalei.. tudo ok ta funcionando MASS!
    quando liguei o chuveiro a força não estava desligada (eu tinha certeza que estava, pq eu desliguei no quadro, mas acho que acabei ligando)
    Bom.. vc sabe me dizer se isso já fu.. com a resistencia? Isto é.. ela pode queimar em breve por causa disso? Foi tao dificil de comprar…
    Bom.. além disso, no manual de instalação da resistencia dizia para deixar o fio-terra RETO, mas o meu tem a ponta enrolada.. Devo desenrolar?
    Meu chuveiro é esse: lorenzetti advanced turbo 7500W 220V

    o post é antigo, mas tenho esperanças..

  16. Guy Marsyl says:

    Parabens Letícia, você está muito entendida em energia elétrica.
    Patrícia, provavelmente você abril a água do chuveiro após a troca da resistência com a energia elétrica ligada (disjuntor ligado). O que ocorre é que quando o chuveiro é recém montado, ele está com a câmara vazia (sem água) e quando se liga o chuveiro a resistência foi energizada e não havia água na câmara e a mesma se rompeu. Isto acontece muito em casa de praia, que fica mais de 30 dias fechada e quando a pessoa chega, o chuveiro abre a resistência, porque a água da camara do chuveiro já havia evaporado. Guy

  17. Leticia says:

    Obrigada pela explicação, Guy!

  18. Miguel says:

    Prezado Senhor.

    O meu chuveiro é 220. Sempre que precisei trocar eu desligava os disjuntores e tudo bem.
    Acontece que agora mesmo desligado o fio terra da choque de 220…que faço..

    Grato..
    Miguel

  19. Leticia says:

    Miguel, se o chuveiro sempre funcionou ok e agora está dando choque, refaça toda a ligação do zero, checando o isolamento das junções de fios e o interior do chuveiro, para ver se não há obstruções, defeitos, etc. Se persistir, a saída pode ser comprar um chuveiro novo ou chamar um eletricista.

  20. mariza says:

    Que chuveiro lindo!!!!! Será que é elétrico? quem pode me reponder?????

  21. Leticia says:

    Não saberia te dizer, Mariza. Peguei a foto de um site comercial alemão. Sei lá como funciona a energia por lá, mas, como são um povo estudado, deve haver alternatiuva elétrica, a gás e outras fontes de energia.

  22. Emmerson says:

    Olha,

    entrei pra ver sobre sobre fiação de chuveiro e tal mas me deparei com um texto deliciosamente escrito, com pitadas de deboche, humor e politicamente-incorreto em algumas partes. Crônica pura !!

    Não vi ninguem mais elogiar o texto como texto mas imagino que é pelo costume diario, coisa que eu ainda não me ocorre. Mas quero ler mais coisas que essa moça escreve…rs…no mais, vou ali consertar meu chuveiro. Ahhh, tenho dois bocais de lâmpada da cozinha que estão queimados e preciso trocar. Alguem arrisca pitaco??

    Bj e felicidade a todos,

    Emmerson

  23. Leticia says:

    Oi, Emerson, obrigada! Obrigada mesmo!

    Quanto aos bocais, se é que vc ainda não trocou, e se o bocal é comum, tem de comprar novos, DESLIGAR a força geral, subir lá, tirar os velhos, verificar o estado dos fios internos e, caso necessário, passar um bom-bril, e aí conectar com os novos e proteger com fita isolante. Não tem mistério, não?

  24. Carol says:

    Acabei de fazer o meu chuveiro funcionar com as suas dicas.

    Muito obrigada.

  25. Leticia says:

    Puxa vida, Carol, que bom! Fico contente!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>